IASPM-AL  é a seção latino-americana da Associação Internacional para o Estudo da Música Popular (IASPM-International Association for the Study of Popular Music).

É um espaço multidisciplinar de convergência em torno da reflexão sobre músicas populares latino-americanas e caribenhas em suas dimensões estéticas, usos e períodos históricos. Nasceu como associação em 1997, ano em que se realizou seu primeiro congresso em Santiago do Chile (1997), para logo continuar em Bogotá (2000), México (2002), Rio de Janeiro (2004), Buenos Aires (2005), Havana (2006), Lima (2008), Caracas (2010), Córdoba (2012), Salvador (2014), novamente Havana (2016) e San Juan (2018) e Medellín (2020), em formato virtual. Em sua qualidade de associação, define-se como um espaço acadêmico de gestão e coordenação aberto a todos os campos de investigação da música. Suas atividades incluem tanto a produção teórica de estudiosos e acadêmicos que contribuem para o conhecimento social por meio da problematização das músicas populares, como a transmissão de experiências de músicos e suas práticas.

Tem como principais objetivos propor e impulsionar iniciativas para o desenvolvimento dos estudos de música popular na América Latina, favorecer a articulação do trabalho investigativo dos membros da Seção e divulgar tanto sua produção como publicações e outros fatos de interesse para os estudiosos da música popular nessa região.

A Associação foi criada como uma seção da IASPM internacional, mas sua organização interna e suas atividades são pensadas segundo as necessidades e expectativas regionais. Atualmente, conta com 350 membros de mais de 10 países da América Latina e do Caribe.

Diretoria do biênio 2020-2022:

Presidente: Felipe Trotta (Brasil)
Vice-presidenta: Malvina Silba (Argentina)
Secretária: Simone Luci Pereira (Brasil)
Tesoureira: Lizette Alegre (México)
Editor: Darío Tejeda (República Dominicana)
Webmistress: Soledad Venegas (Argentina)