Browse By

Música Popular: corpo, gênero e sexualidade

Coordenadores: Thiago Soares (UFPE-Brasil), Felipe Trotta (UFF-Brasil), Mercedes Liska (UBA-Argentina), Carolina Spataro (UBA-Argentina) e Malvina Silva (UBA-Argentina)

Descrição: Este grupo de trabalho propõe articulações entre a música popular e os estudos de gêneros, que pressupõem a problematização das relações entre sexo, identidade e política. Nos indagamos como masculinidades, feminilidades, “normalidades”, “estranhezas” (queers) são engendradas através dos fenômenos musicais. Se pensamos que a música é um importante dispositivo das relações sociais e culturais, é importante debater sobre as lógicas de certa pedagogia performática: a música nos ensina formas de agir, de enfrentar as normas, de subverter normas construindo espaços singulares. Através de seus corpos os artistas ensinam como vivenciar o gênero? De que maneira as sexualidades são debatidas nos espaços narrativos das canções e das poéticas musicais? Por que pensar a música através da premissa dos estudos de gênero é tão importante para refletir sobre políticas de raça, de classes sociais, de gosto? Discutir sobre gênero sob a premissa das tramas sociais significa incluir no debate a sociabilidade que pertence à vida corporal, à vida sexual e ao ato de fazer-se sujeito de algum gênero. Ao mesmo tempo, se o gênero constitui uma parte do intercâmbio social, qual é o papel da música nesse processo?

Contato: thikos@gmail.com, trotta.felipe@gmail.com, mmmliska@gmail.com, carolinaspataro@yahoo.com.ar y malvina.silba@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *